Animais Fantásticos e Onde Habitam - Tudo sobre a Pré Estreia





Sem sombras de dúvidas hoje foi muito marcante para mim. 5 anos se passaram desde a última pré estreia relacionada ao universo Harry Potter, 6 anos que não reencontrava amigos muito queridos, amizade que nasceu graças a saga e alguns tantos outros de espera desde o anúncio da produção de Animais Fantásticos e Onde Habitam.


A partir da compra dos ingressos estava a tranquilidade em pessoa, porém quando estávamos apenas a uma semana do grande dia, a ansiedade tomou conta de mim! Já assisti ao filme e ainda assim ela não sei foi completamente.Sinto como se um caminhão tivesse passado sobre mim, acho que meu corpo relaxou um pouco após a pressão pré filme e que estou sentindo os efeitos agora.


Uma das cenas mais marcantes é a que faz referência à Leta Lestrange, até onde sabemos, alguém muito próxima ao Newt.
O cinema todo foi ao delírio acreditando que ela tenha alguma relação com a Bellatrix, porém vale lembrar que a Bella nasceu 5 de abril de 1951, 3 décadas após a qual o filme é ambientado, e o mais importante de tudo, nasceu Black, herdando o Lestrange apenas após o casamento, ou seja, pode até existir um parentesco mas nada direto.
Li algumas críticas negativando a atuação do Eddie, e discordo absolutamente! O não olhar nos olhos das pessoas ao meu ver fazia parte da construção do personagem, alguém um pouco introspectivo que só se sentia pleno relacionando-se com os animais, e sinceramente não consigo conceber a ideia de outra pessoa dando vida ao Newt. 
Outro que roubou as cenas com seu carisma, risos e gritinhos um pouco peculiares foi o Tiago Abravanel Jacob Kowalski (Dan Floger). Sentirei muito se ele tiver encerrado sua participação na franquia.
O filme é marcado por enigmas (como diria a Sasa), o que lhe dá liberdade para as mais variadas especulações, nem o final chega a ser um final, podemos considerá-lo uma breve pausa mas não tão breve já que só teremos o segundo filme apenas em 16 de novembro de 2018.E o roteiro gente?? O que falar do roteiro? Ma-ra-vi-lho-so!! Escrito pela diva, rainha da porr* toda, também conhecida como J.K Rowling, ou seja, por mais que o David Yates tente, ele será incapaz de estragar! 😅



Não poderia deixar de comentar a participação do Johnny Depp no filme. Embora a revelação tenha ocorrido numa cena emblemática e que prendia a atenção do público, dividiu opiniões, o que ficou evidente entre os espectadores. Houveram gritos? Claros que houveram gritos, mas não foram majoritários, a fileira em que me encontrava e da frente por exemplo silenciaram-se neste momento. 
Eu particularmente tinha esperanças de que ele não interpretasse o Grindelwald, que apesar de todos os erros, foi capaz de se manter leal ao Dumbledore mesmo após a sua morte e não contar ao Voldemort sobre o paradeiro da Varinha das Varinhas (DIFERENTE DO FILME), talvez uma tentativa de redenção por todo o mal que fez. Ver o Depp em cena me deixou enojada! Não consigo simplesmente fechar os olhos para o que ele fez, com a justificativa dele ser um bom ator, vejo um ser humano como um todo, não adianta ser bonito, atuar bem, cantar bem ou o que quer que seja e ser um completo imbecil, ou neste caso um agressor. Se o filme tivesse estreado 7 meses antes minha recepção a esta cena com certeza seria mais favorável!


Aos amigos queridos, muito obrigada por compartilharem comigo este momento tão especial! E aos que não puderam estar presentes, certamente estaremos juntos em 2018.
Pretendo postar o vlog ainda hoje ou mais tardar amanhã, com tudo o que rolou na pré estreia. 






Por enquanto é só e até o próximo post!!!


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário