Drop Dead Diva: de passatempo a uma das minhas séries favoritas de todos os tempos





Sou uma criatura viciada em séries, e isso desde criança, assistia Punky, Full House, The Fresh Prince of Bel-Air, Eu a patroa e as crianças, Um anjo muito doido, F.R.I.E.N.D.S e muitas outras.
Sabe aquele dia que você não tem nada para assistir e cansou de ficar zapeando os canais da TV e pára justamente naquela série que você sempre julgou bobalhona demais, mas por falta de opção decide deixar lá mesmo, esperando pelo programa que virá a seguir? Pois bem, num desses dias tive uma grata surpresa, me permiti assistir Drop Dead Diva  e foi amor a primeira vista, não sei dizer qual episódio estava passando naquele momento, mas no mesmo dia resolvi acompanhá-la e tentar colocar em dia começando dali.

Foi uma maratona louca, assim como a minha rotina, só chegava em casa após as 22h, horário em que saía da faculdade, então só podia assistir antes de dormir e aos domingos. Domingo eu acordava e ia direto para o computador, saindo só para dormir rs. E assim aos trancos e barrancos consegui assistir 6 temporadas em tempo recorde e me xingando internamente por não ter conhecido a série antes.

Drop Dead Diva é uma série estaduninense de dramédia/fantasia que conta a história de Deb Dobkins, uma jovem, fútil aspirante a modelo que morre num acidente de carro, ao chegar ao que ao meu ver seria um purgatório, descobre que está zerada, não fez boas ações que a leve ao céu, assim como não fez nada que a leve ao inferno. Num momento de distração do anjo que lhe prestava atendimento, Deb aperta o botão "return" no computador (sim computador localizado no purgatório, e não se prenda a pequenos detalhes como este!) e retorna à Terra. Porém o retorno não ocorreu da forma que esperava, ela acorda numa cama de hospital, no corpo da brilhante advogada Jane Bingum, acima do peso, fora dos padrões de medidas impostos pela sociedade, que também morreu naquele dia, vítima de um tiro no escritório em que trabalhava.
Deb consegue manter a memória da sua antiga vida, assim como a inteligência da advogada em que agora habita. As únicas pessoas que sabem a verdade sobre ela são a sua melhor amiga Stacy, e Fred (aquele anjo que mencionei) rebaixado e enviado para ser seu anjo da guarda.

Abertura da série

A princípio inconformada, Deb começa a se acostumar com o novo corpo, com a nova vida, e com o trabalho da Jane. E como tal passa por diversas situações que leva o telespectador a problematizar sobre diversos temas recorrentes como: falhas no sistema de adoção que por um erro administrativo torna a criança invisível socialmente, crianças transgêneros e o preconceito sofrido no ambiente escolar, vendedoras se negando a atender clientes com medidas foras dos padrões e etc. Sem falar no romance que rege toda a história. Vou parar por aqui, já me empolguei e posso falar mais do que deveria! Kkkkkkkkkk!
A série conta com a participação de diversas celebridades, como: Kim Kardashian, Candice Accola, Paula Abdul, Maddie Ziegler, Abby Lee Muller, Kelly Osbourne entre outros.
Espero de verdade que se permitam conhecer Drop Dead Diva e tudo o que ela tem a nos ensinar, é uma série divertida, apaixonante e ainda assim muito crítica.
A série  foi transmitida originalmente entre 2009 e 2014, e ainda está no ar pelo canal fechado Lifetime.

Assistam e me contem tudo! O que acharam, seus personagens favoritos, absolutamente tudo! Rs!

E este foi o nosso #post5 , mais um da maratona post todos os dias. Aaeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!
Amores até amanhã e se cuidem!!
                                                        Bjs!!!


                                                     
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário